Purucast

Agora o Purucast está no Spotify!

purucast
Recomendação

Rilakkuma e Kaoru: adultos também precisam relaxar

rilakkuma

Postagens sobre Review

05/12/2018

Ikémen Revolution – amor e magia no País das Maravilhas

0
ikemen-revoltuion

Olá! Um tempo atrás eu tinha comentado por aqui sobre meu mais recente vício no mundo dos otome games, Ikémen Sengoku (e, anteriormente, sobre Hakuoki e a franquia Shall we date?). Explorando informações sobre a empresa que criou Ikémen Sengoku, a Cybird, descobri que eles possuem mais uma série de jogos. O que foi traduzido para o inglês mais recentemente é Ikémen Revolution (lançado no Japão em 2017), que eu tratei de baixar no celular assim que possível. Vem conferir minhas impressões depois de 4 meses de jogo!

Alice reinventada (de novo)

É verdade que o gênero está saturado de histórias de romance baseadas em Alice no País das Maravilhas (como no caso do falecido Heart no Kuni no Alice: Wonderful Wonder World, da QuinRose, Shall we date? Lost Alice, Alice=Alice…), mas admiro a capacidade dos japoneses inventarem ainda mais histórias dentro desse universo, alterando as regras do País das Maravilhas de acordo com a necessidade da história.

Ikémen Revolution se passa em Cradle, nome dado ao País das Maravilhas, onde nossa Alice, que não tem esse nome necessariamente, acaba indo parar após seguir um homem que lembra muito um coelho branco na Londres do século 19. Cradle é um país onde a magia existe e é usada no dia-a-dia,  politicamente dividido por duas facções, a Red Army (Exército Vermelho) e a Black Army (Exército Negro). Existe uma área neutra, bem ao centro, chamado de Civic Center (Centro Civil) e, por mais que sejam rivais, há 500 anos os dois exércitos não entram em guerra.

Mas isto muda com a chegada da segunda Alice. A partir daí a história muda de rota para rota, porém sempre com a tensão de um conflito iminente. As duas facções são claramente inspiradas em cartas de baralho, sendo a Red Army do naipe de copas, e a Black Army, de espadas. Outros personagens, civis e neutros, também aparecem, sendo mais ou menos inspirados em personagens do livro Alice no País das Maravilhas.

16/06/2016

Drug-On

0
drug-on

Minha relação com Drug-On é antiga. Quem lembra dos tempos de scanlator do Pururin talvez lembre também que Drug-On esteve presente entre nossos projetos desde o início, lá em 2010. Eu conheci ele procurando por mangás que não tivessem tradução para o português ainda, achei o traço bonito e o enredo interessante, então logo começamos a lançar ele. O problema veio quando percebemos que ele ainda estava sendo traduzido para o inglês. O scanlator que fazia o trabalho acabou se desfazendo em determinado momento e o projeto parou no início do volume 3.

Mas aí, lá em 2010 ainda, a editora NewPop entrou em contato comigo para pedir que retirássemos o mangá do site porque eles já haviam licenciado e iriam lançar as traduções em algum momento. O mangá tinha os direitos comprados desde 2009 pela editora, mas apenas em 2015 tive a oportunidade de por minhas mãos no primeiro volume. Devo dizer que a edição ficou muito bonita, mas o que eu quero fazer aqui é uma recomendação do mangá em si.

18/10/2015

Fire Emblem: Awakening Parte 3

0
fire-emblem

Olá, galera do Pururin! Finalmente trago a vocês a parte final da minha review de Fire Emblem: Awakening pro 3DS. Se não leram ainda, sugiro que dêem uma olha na primeira e na segunda parte da review. Hoje vai ser um pouco mais curta, apenas falando sobre DLCs, rejogabilidade, o futuro da série e minhas considerações finais. Então vamos lá!

Awakening foi o primeiro Fire Emblem a incorporar DLC, ou conteúdo pago por download. Foram disponibilizados diversos mapas, cada um com recompensas diversas, como itens, ouro, armas raras, habilidades, classes novas, personagens de Fire Emblems antigos, ou simplesmente mapas bem difícies para os que desejam um desafio. Além disso, existe uma gama de conteúdo grátis para download, como times de Fire Emblems antigos para jogar contra e treinar para ganhar experiência, alguns poucos mapas desafiadores, e recompensas por jogar múltiplas vezes. Também há uma função de multiplayer local, onde você e um amigo se juntam para derrotar uma onda de inimigos.

12/10/2015

Death Parade

0
death-parade

Olá! Venho hoje com minha primeira recomendação por aqui, espero que curtam!

Sou muito fã de histórias de suspense, terror e psicológicas, que mexem com a gente, são inteligentes e imprevisíveis, e Death Parade acabou suprindo vários desses requisitos e se tornando um dos meus animes favoritos dentro do gênero. Death Parade foi lançado agora em 2015, e foi um dos poucos animes da temporada que me chamou a atenção de verdade. Mas acredito que tenha sido uma boa escolha e não tenho como não recomendar!

Death Parade é um anime original (não vem de mangá ou novel) produzido pela Madhouse, que quase nunca decepciona, e vem com um visual incrível, cenários lindíssimos e uma história capaz de provocar o emocional até dos mais fortes. Fora a abertura, e que abertura mais incrível! A melhor parte é que ela não diz praticamente nada sobre a história até o final, o que eu considero muito um ponto positivo. Vou deixar ela a seguir, para quem não conhece poder ter uma ideia do que estou dizendo (o áudio tá bem ruinzinho, mas foi a única que achei sem legendas).

11/10/2015

Fire Emblem: Awakening Parte 2

2
fire-emblem2

Olá galera do Pururin! Volto hoje com a segunda parte da Review de Fire Emblem: Awakening para o 3DS. Se alguém perdeu a primeira parte, pode acessá-la aqui. Hoje vamos falar um pouco sobre a apresentação, os personagens e a história.

Os gráficos são bonitos para o 3DS, apesar de que comparado com os consoles de mesa atuais, eles não são muito avançados. O mapa possui uma mistura de 3D com os sprites dos personagens em 2D que exalam personalidade, e permitem facilmente identificar cada classe e personagem. O uso da tela inferior para exibir os atributos dos personagens imediatamente é uma bela adição e permite facilmente analisar cada unidade do mapa. Durante as batalhas, a câmera muda para uma luta com modelos tridimensionais dos personagens. Infelizmente, às vezes o framerate cai um pouco quando o 3D estiver ligado e algumas animações mais pesadas (como as magias mais avançadas) forem exibidas, mas fora isso, o gráfico é muito agradável e bonito. Aliás, as cutscenes são pré-renderizadas e ficam simplesmente exuberantes vistas no console.