Purucast

Purucast #07 – Death Note

purucast-death-note
Recomendação

A Toca de Caerbannog

toca

Postagens sobre comédia

13/09/2017

Os adoráveis mangás yaoi de Natsume Isaku

0
natsume-cover

Olá pessoal!

Eu sou nova na leitura de mangás yaoi, a demografia feita para o público feminino em que os personagens homens se relacionam com outros homens. Acredito que o gosto pelas romances entre homens veio depois de muitas frustrações com os romances heterossexuais que os mangás shoujo proporcionam. Não é como se não houvesse nenhum bom romance neles, eles existem, é claro. Mas sinto como se já tivesse lidos todos os bons (o que com certeza não é verdade, aceito indicações!).

Enfim, entre as indicações que recebi no gênero, acabei conhecendo a mangaká Natsume Isaku. A autora, assim como muitas do gênero, iniciou sua carreira no início nos anos 2000 escrevendo doujinshis (termo utilizado para obras publicadas por amadores no Japão) com romances yaoi baseados em mangás famosos, como One Piece e Naruto. Em 2005, ela lança seu primeiro mangá original, chamado No Color.

O primeiro mangá que li dela foi Kiraboshi Dial (2009) e, até agora, é meu preferido, seguido de bem perto por Tight Rope (2008). O que todos os mangás que li dela tem em comum é que costumam ser curtos, com um volume, e contendo romances muito, mas muito, fofos. É claro que ela sabe colocar sensualidade em  seus personagens quando necessário, mas ela é muito mais fofa do que em outros mangás do gênero.

12/09/2017

Jealousy Incarnate

0
jealousy-cover

Jealousy Incarnate (질투의 화신, 2016) foi um dorama que comecei a assistir por causa de uma cena que o DramaFever compartilhou no Facebook (ele faz isso com frequência, é uma ótima forma de pegar indicações!) mas não me encantou logo de cara.

Na verdade, minha opinião geral é de que Jealousy Incarnate é um bom dorama. Só foi muito longo e enrolado. Mas vamos conferir a sinopse antes:

A garota do tempo, Pyo Na-ri (Gong Hyo-jin), e o âncora de notícias, Lee Hwa-shin (Jo Jung-suk), são colegas de longa data na estação de transmissão SBC. Na-ri teve uma queda por Hwa-shin durante três anos, mas as coisas mudam quando ela conhece o homem perfeito Go Jung-won (Go Kyung-pyo), um herdeiro chaebol e amigo íntimo de Hwa-shin.

Enquanto isso, Sung-sook (Lee Mi-sook) e Ja-young (Park Ji-young), que são rivais tanto no amor quanto na carreira, se vêem atraídas por Kim Rak (Lee Sung-jae), proprietário de um restaurante e senhorio do prédio onde vive Na-ri.

Doramas normalmente envolvem algumas histórias paralelas à principal, mas Jealousy Incarnate teve mais do que o esperado. Acompanhamos a vida de Na-ri no trabalho e no prédio onde vive com o irmão, então temos a oportunidade de acompanhar as histórias paralelas de colegas de trabalho, de vizinhos, e os relacionamentos entre ambos. Outro ponto importante, e que decididamente me fez assistir o dorama com menos vontade, é que se trata de um triângulo amoro. Isto apenas entre os protagonistas. Entre as personagens secundárias existem, pelo menos, mais três triângulos. Então se o seu coração é sensível para o assunto (o meu não aguenta muito, não), evite Jealousy Incarnate.

24/08/2017

Finalmente terminei de ler o mangá mais fofo do mundo: Love So Life

0
lsl

Ai, gente. O tempo tá passando muito rápido. De repente, já faz mais de 6 meses que postei sobre as mudanças que o Pururin poderia vir a sofrer e mais de um ano desde a última recomendação!

Mas tudo bem. O importante é nunca desistir, não é? Então cá estou de volta e escolhi uma série muito importante para mim e para o Puru para comentar neste retorno.

Escolhi Love So Life, lá em 2011, para ser uma das primeiras séries que seriam traduzidas e colocadas para download no Pururin por causa de amor à primeira vista. Era um mangá que possuía os pré-requisitos que eu auto-defini (não ser traduzido por outro grupo de tradução em português, não ser lançado por nenhuma editora brasileira, ser fofinho – ok, esse requisito não foi utilizado em todas as escolhas de séries), além de parecer ser o tipo de história que eu gostaria de ler.

Foi aí que começou um amor de anos pela série. Escrita e desenhada por Kouchi Kaede, LSL esteve em lançamento na revista shoujo Hana to Yume desde abril de 2008 até setembro de 2015, finalizando com 17 volumes. A premissa me chamou a atenção: a história segue Shiharu Nakamura, adolescente órfã que adora crianças e sonha em ser professora de educação infantil, que acaba conseguindo um emprego como babá dos gêmeos que ajudava a cuidar na creche em que já estagiava. Esses gêmeos são sobrinhos de um lindo e jovem apresentador de jornal na TV, Seiji Matsunaga.

16/07/2016

Oh my ghostess

0
ohmyghostess

Eu não queria, de verdade, vir fazer uma recomendação de dorama de novo, tanto que estou segurando alguns que vi há algum tempo para resenhar mais tarde. Mas não consigo, gente. Preciso falar sobre o dorama que menos me deu expectativas até hoje e que mais me rendeu boas surpresas.

Oh my ghostess (오 나의 귀신님) é, a princípio, mais uma história sem graça e cheia de clichês sobre um cara rico e uma menina pobre que vê fantasmas. Já vimos isso antes em Master’s sun, não é? Mas o que posso dizer logo de cara é que você vai se surpreender muito ao longo dos 16 episódios desse drama.

Ele não é apenas uma comédia romântica com pitadas de sobrenatural – aliás, eu costumo fugir de doramas com temática sobrenatural principalmente porque acho os efeitos toscos e a inserção de eventos sobrenaturais extremamente forçada na história – mas uma trama recheada de mistérios e um dos relacionamentos em dorama mais gostosos de acompanhar de todos os tempos. Vem comigo conferir, sempre lembrando que tem um pouquinho de spoiler no caminho.

08/07/2016

Netflix disponibiliza o dorama “Good morning call” hoje

0
good-morning-call

Good morning call (グッドモーニング・コール), dorama japonês baseado no mangá de mesmo nome, começa a ser exibido hoje pelo Netflix. O drama é uma colaboração entre a Fuji TV e o Netflix, tendo sido exibido no Japão simultaneamente por ambos a partir de 12 de fevereiro. Agora, usuários brasileiros do Netflix também terão acesso à obra completa legendada.

O mangá, de Yue Takasuka, foi serializado pela revista shoujo Ribon entre 1997 e 2002. A obra completa conta com 11 volumes. Posteriormente a sua finalização, a autora iniciou uma continuação para a história, chamada de “Good morning kiss”, em lançamento desde 2007 e contando com 10 volumes até o momento.