Purucast

Agora o Purucast está no Spotify!

purucast
Recomendação

Primeiras Impressões – Gaikotsu Shotenin Honda-san

honda-san-cover

Postagens sobre anime

10/10/2018

Primeiras Impressões – Gaikotsu Shotenin Honda-san

0
honda-san-cover

Já faz algum tempo desde o último post sobre primeiras impressões por aqui, mas isso aconteceu porque eu realmente não estava mais acompanhando nada que saía nas temporadas até então. Porém, dessa vez dois títulos me chamaram a atenção e resolvi dar uma chance para os primeiros episódios deles. Hoje trago as primeiras impressões do anime mais diferentão que essa temporada vai oferecer!

Gaikotsu Shotenin Honda-san (ガイコツ書店員本田さん, “Skeleton Bookstore Employee Honda“) é, provavelmente, o anime desta temporada (outono/2018) que eu mais tenho curiosidade em acompanhar.

Baseado no mangá de comédia homônimo de Honda (sim, o nome do(a) autor(a) é Honda também), o anime contará com 12 episódios de cerca de 11 minutos cada produzidos pelo estúdio DLE (mesmo de Thermae Romae), sendo que o primeiro foi lançado no dia 8 de outubro (que na verdade pode ser assistido pelo Crunchyroll desde o dia 7 aqui no Brasil). O mangá é lançado pela pixiv Comic (não tenho bem certeza da demografia dela), desde 2015, contando com 3 volumes fechados até o momento e sem tradução para o português ou inglês.

03/10/2018

4ª temporada de My Hero Academia é confirmada!

0
boku-no-hero

E, além da confirmação, a próxima temporada de My Hero Academia já tem um teaser!

A terceira temporada do anime acabou de terminar no último sábado (29/09) e já temos a confirmação de que o anime receberá sua 4ª temporada. A notícia é boa, mesmo que a data de início ainda não esteja confirmada.

A série, baseada no mangá de Kohei Horikoshi publicado pela Shounen Jump, se tornou sucesso absoluto dentro e fora do Japão, contando atualmente com 18 volumes lançados em japonês. Além das três temporadas de anime, neste ano o mangá foi adaptado para um filme de animação, que faturou US$ 13,46 milhões nas bilheterias do Japão.

26/03/2018

Netflix incluirá mais 30 animes em seu catálogo até o final de 2018

0
netflix

A Netflix, que já ganhou nossos corações faz anos e dispensa apresentações, veio com uma notícia muito boa para nós, fãs de animes.

John Derderian, diretor de originais internacionais da Netflix, participou de uma mesa redonda com jornalistas de diversos países no AnimeJapan 2018 e deu a grata notícia de o serviço vai incluir cerca de 30 títulos de anime em seu catálogo até o final desse ano, sendo 12 ou 13 destes originais Netflix.

Ele também comentou que não descarta a possibilidade de fazer animações em parceria com artistas brasileiros, como foi o caso da parceria americana que resultou em Castlevania.

Tags
17/06/2016

Venha assistir minha palestra no 2º Festival do Japão do Colégio Tiradentes!

0
festival-japao

Siiiiim pessoas! Eu sei que a coisa anda meio devagar por aqui, mas hoje tem notícia boa! Eu vou estar palestrando no 2º Festival do Japão do Colégio Tiradentes em Passo Fundo, RS. O evento vai ocorrer no dia 25 de junho e minha palestra deve ocorrer às 14:00.

Minha palestra se chama “A história do mangá e do anime”, e é bem sobre isso que irei falar, haha. Se você já ouviu o episódio 2 do Purucast, “Mangás: o que são e de onde vem”, você já sabe um pouco do que irei falar por lá. Além disso, à pedido da Megumi-sensei, a professora de japonês do colégio que me convidou para palestrar, irei comentar um pouco sobre como funciona a carreira de mangaká.

28/03/2016

Software utilizado para fazer as animações do Studio Ghibli agora pode ser usado gratuitamente

0
mononoke

Uma notícia bem interessante para os fãs de animações! O software Toonz, que foi utilizado para gerar diversas animações do Studio Ghibli, como A Viagem de Chihiro, e também outras animações ocidentais, como Futurama, agora é open source e pode ser utilizado gratuitamente por qualquer um que queira fazer animações 2D.

Uma versão premium ainda estará disponível para empresas, mas, segundo as fontes, o preço será bem acessível. O acordo aconteceu após a empresa Dwango adiquirir os direitos do software, que anteriormente pertencia à Digital Video.