Purucast

Purucast #07 – Death Note

purucast-death-note
Recomendação

A Toca de Caerbannog

toca

Recomendação

24/10/2015

Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka

0
danmachi

Hello pessoal, como estão? Hoje como não tinha nenhuma notícia realmente interessante para ser postada, então resolvi trazer uma review/recomendação de um anime que acabei assistindo há alguns dias, Dungeon ni Deai wo Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka. Daí você vai dizer… “Que cara desatualizado… Esse anime é da temporada passada, todo mundo já viu!!”. Bom, você pode estar certo xD, como a semana passa muito rápido e o tempo para fazer as coisas é muito curto, eu prefiro pegar um anime da temporada passada e assistir todo de uma vez, no caso, assisto no horário de almoço :D. Quanto ao fato de que todo mundo já possa ter visto… Bom, pule para o próximo post e continue navegando no site, uahhuashuashua. Capaz, eu normalmente não gosto de fazer reviews, mas uma coisa que sempre me ajuda são as reviews, por exemplo, como eu tenho pouco tempo eu sempre procuro ver as reviews de animes para daí sim assistir eles, para não acabar jogando tempo fora com alguma coisa que não me agrada. Bom, vamos à review.

23/10/2015

IS ~ OTOKO DEMO ONNA DEMO NAI SEI

0
is

Olá! Hoje trago para vocês minha primeira indicação de um dorama! Antes de mais nada, para aqueles que não sabem, vamos a uma pequena definição de dorama. Essa é a palavra para generalizar dramatizações televisivas orientais em forma de série, algo como nossas novelas e séries de TV. Dorama é a forma como os orientais pronunciam a palavra “drama”, vinda do inglês, e eles costumam ser separados pelo país de produção, sendo J-drama um dorama japonês, K-drama, coreano, C-drama, chinês, e assim por diante.

IS ~ Otoko Demo Onna Demo Nai Sei é um dorama japonês, lançado em 2011,  com 10 episódios no total. O dorama é baseada em uma história em particular presente no mangá honônimo de Rokuhana Chiyo, lançado a partir de 2003 e finalizado com um total de 17 volumes. O mangá é um conjunto de diversos casos de IS, cada um com mais ou menos dramas, problemas de aceitação e coisas que veremos mais adiante neste post serializado na revista Kiss (Kodansha), sendo, portanto, um josei.

Tags
18/10/2015

Fire Emblem: Awakening Parte 3

0
fire-emblem

Olá, galera do Pururin! Finalmente trago a vocês a parte final da minha review de Fire Emblem: Awakening pro 3DS. Se não leram ainda, sugiro que dêem uma olha na primeira e na segunda parte da review. Hoje vai ser um pouco mais curta, apenas falando sobre DLCs, rejogabilidade, o futuro da série e minhas considerações finais. Então vamos lá!

Awakening foi o primeiro Fire Emblem a incorporar DLC, ou conteúdo pago por download. Foram disponibilizados diversos mapas, cada um com recompensas diversas, como itens, ouro, armas raras, habilidades, classes novas, personagens de Fire Emblems antigos, ou simplesmente mapas bem difícies para os que desejam um desafio. Além disso, existe uma gama de conteúdo grátis para download, como times de Fire Emblems antigos para jogar contra e treinar para ganhar experiência, alguns poucos mapas desafiadores, e recompensas por jogar múltiplas vezes. Também há uma função de multiplayer local, onde você e um amigo se juntam para derrotar uma onda de inimigos.

18/10/2015

Blind (블라인드)

0
blind

Olá meus queridos! Como estão?

Se vocês, como eu, estão cansados daquela fórmula clichê com que se desenvolvem ultimamente os filmes de suspense e terror americanos, talvez seja o momento ideal para apostar em filmes de outras nacionalidades.

Entre meus preferidos estão filmes franceses, espanhóis e coreanos. Gosto muito de filmes japoneses também, mas eu acho a produção e a atuação dos filmes coreanos normalmente superiores. É claro que é uma questão de gosto, e provavelmente eu virei indicar um ou outro filme japonês eventualmente aqui, mas para a minha primeira recomendação de filme resolvi trazer um dos melhores filmes coreanos que vi recentemente.

17/10/2015

Dragons Rioting: Peitos grandes e muita luta!

0
Nangokuren_Dragons

Olá minna-saaaan. Hoje vamos falar sobre uma recomendação de um amigo que me surpreendeu bastante, o mangá Dragons Rioting, de autoria de Watanabe Tsuyoshi. Ele aborda a ~difícil~ vida de Tachibana Rintaro, que, com 6 anos de idade, ao ver uma mulher sexy, entra em colapso e quase morre. Diagnóstico: síndrome de Henisei Tashu Ijou. Basicamente, quando excitado, ou seja, quando seu sangue se concentra em um único ponto, o fardo do seu coração aumenta muito, levando-o à morte. Por ser diretamente ligada à excitação sexual, a doença é também conhecida como Síndrome do Hentai. Afim de sobreviver às tentações da vida, seu pai o leva para as montanhas e por lá ficam dez anos em um rígido treinamento físico e psicológico, na esperança de Rintaro ter uma vida o mais normal possível perto de garotas.

Devidamente treinado na arte marcial estilo Koei Sougetsu, Rintaro vai para o seu primeiro dia na academia Nangokuren, uma escola somente para meninos. Mal sabe ele que na verdade está indo em direção à sua própria morte pois, depois de uma reforma, a academia Nangokuren deixou de ser somente para meninos e, na situação atual, é uma escola quase completamente composta por garotas.

Ok, mas vamos ao que interessa. Ao começar a leitura do mangá, você pensa que a história vai ser algo bem superficial, com apenas seios e calcinhas à mostra (não que isso seja de todo ruim huashuahsu) e lutinhas bobas por motivos mais fúteis ainda. Mas é justamente aí que vem a surpresa! Com o avançar dos capítulos acabamos por nos deparar com lutas realmente muito bem desenvolvidas e, também, uma construção psicológica de personagens que se aprofunda conforme o mangá avança na história.