Purucast

Purucast #07 – Death Note

purucast-death-note
Recomendação

Oh my ghostess

ohmyghostess

Recomendação

16/07/2016

Oh my ghostess

0
ohmyghostess

Eu não queria, de verdade, vir fazer uma recomendação de dorama de novo, tanto que estou segurando alguns que vi há algum tempo para resenhar mais tarde. Mas não consigo, gente. Preciso falar sobre o dorama que menos me deu expectativas até hoje e que mais me rendeu boas surpresas.

Oh my ghostess (오 나의 귀신님) é, a princípio, mais uma história sem graça e cheia de clichês sobre um cara rico e uma menina pobre que vê fantasmas. Já vimos isso antes em Master’s sun, não é? Mas o que posso dizer logo de cara é que você vai se surpreender muito ao longo dos 16 episódios desse drama.

Ele não é apenas uma comédia romântica com pitadas de sobrenatural – aliás, eu costumo fugir de doramas com temática sobrenatural principalmente porque acho os efeitos toscos e a inserção de eventos sobrenaturais extremamente forçada na história – mas uma trama recheada de mistérios e um dos relacionamentos em dorama mais gostosos de acompanhar de todos os tempos. Vem comigo conferir, sempre lembrando que tem um pouquinho de spoiler no caminho.

07/07/2016

The moon that embraces the sun

0
moon-sun

“The moon that embraces the sun” (ou “Moon Embracing the Sun”, ou ainda “The Sun and the Moon”) foi um dorama coreano que assisti bem recentemente e me marcou bastante. Ele foi lançado em 2012, baseado no livro homônimo escrito por Jung Eun-gwol, e, desde então, se tornou um clássico. É claro que, mesmo demorando um pouco, eu precisava conferir o que fez toda essa fama, não é?

Vamos, como sempre, por partes. O dorama é histórico com toques sobrenaturais, se passando na Dinastia Joseon (1392 – 1897), quando a Coreia ainda era uma monarquia. Este motivo, por si só, já vale para dar uma espiada no primeiro episódio, e ver o figurino do dorama, onde a realeza se veste com toda a pompa devida. Destaque especial, é claro, para os hanbok utilizados pelas mulheres da realeza, os tradicionais vestidos coreanos, cheios de enfeites e muita cor.

A história de The moon that embraces the sun é composta por um mistério envolvendo o passado dramático do Príncipe Coroado de Joseon (o futuro sol de sua nação, estrelado por Yeo Jin-goo), Lee Hwon, e uma menina, Heo Yeon-woo (a lua, estrelada por Kim Yoo-jung), filha de um nobre, apaixonados desde a primeira vez em que se viram. A menina, ainda antes de nascer, teve um trágico destino previsto por uma xamã fugitiva, Ari, acusada de ter envolvimento na morte do filho do rei. Ela, antes de morrer, promete para a mãe de Yeon-woo que cuidará da menina mesmo depois de morta. A partir daqui vai ter um pouco de spoiler, fique avisado.

16/06/2016

Drug-On

0
drug-on

Minha relação com Drug-On é antiga. Quem lembra dos tempos de scanlator do Pururin talvez lembre também que Drug-On esteve presente entre nossos projetos desde o início, lá em 2010. Eu conheci ele procurando por mangás que não tivessem tradução para o português ainda, achei o traço bonito e o enredo interessante, então logo começamos a lançar ele. O problema veio quando percebemos que ele ainda estava sendo traduzido para o inglês. O scanlator que fazia o trabalho acabou se desfazendo em determinado momento e o projeto parou no início do volume 3.

Mas aí, lá em 2010 ainda, a editora NewPop entrou em contato comigo para pedir que retirássemos o mangá do site porque eles já haviam licenciado e iriam lançar as traduções em algum momento. O mangá tinha os direitos comprados desde 2009 pela editora, mas apenas em 2015 tive a oportunidade de por minhas mãos no primeiro volume. Devo dizer que a edição ficou muito bonita, mas o que eu quero fazer aqui é uma recomendação do mangá em si.

10/03/2016

Hakuoki

0
hakuoki

Assim que eu terminei de assistir as duas temporadas de Hakuoki, pensei em fazer uma recomendação. Fazia tempo que não via nada com tanto plot twist, um pouco de romance, personagens interessantes e bem explorados. Mas aí acabei me afundando na coisa toda depois de descobrir que o anime é baseado em um jogo, e que o jogo é base em história real. Então, tenho bastante coisa para comentar nesta recomendação. Vamos lá!

Hakuoki é, originalmente, um otome game – a mistura de visual novel com simulação de romance, feito para o público feminino – criado em 2008, para PlayStation 2, produzido pela japonesa Idea Factory. Com história ambientada no Japão do século 19, o jogo o coloca como protagonista, uma garota chamada Chizuru Yukimura (o primeiro nome pode ser alterado, mas o sobrenome sempre será Yukimura), que vai de Edo até Kyoto em busca de seu pai, um médico que estava fora trabalhando e, de repente, parou de se comunicar com a filha.

13/02/2016

[18+] Bons sites de Hentai (em Inglês) Parte II: Fakku

0
Um recorte das tags do fakku.net.

Olá meus queridos pervertidos e pervertidas.

Hoje eu continuo com a minha série de posts sobre bons sites de hentai em inglês. Esta série começou com o meu último post que aborda o site e-hentai.org. Hoje abordaremos o comercial, estável, rápido e elitizado fakku.net.

Faz algum tempo que publiquei a última vez (quase 3 meses). Tanto tempo que o site que eu ia lhes falar removeu todo conteúdo gratuito e passou a ser somente por assinatura. O Fakku removeu todo conteúdo ‘sem licença’/grátis/pirata na virada de ano de 2015 para 2016, vou me referir a esse evento como a Virada no resto do texto. Links para conteúdo removido simplemente apresentam a mensagem “Content does not exist” (Conteúdo não existe). Ainda assim, acho interessante publicar sobre como ele era e como ele ficou. Também vou apontar um site que parece conter muito do conteúdo pago do Fakku, e citar alguns novos sites que também farei reviews no futuro.

Infelizmente, o Fakku não possui material em português (ou espanhol, ou qualquer língua que não seja inglês ou japonês), então se você estava ansioso(a) por mais recomendações de hentais em português, sinto decepcioná-lo(a). Nenhum dos próximos três posts (em que abordarei três sites de hentai diferentes) terá recomendações de mangás em português (ou espanhol). Pois nenhum desses sites traz material em múltiplas línguas como o e-hentai.org (abordado no meu último post). Eu não sabia metade dos sites de hentai que eu sei hoje quando escrevi isso. Eu vou tentar alternar entre sites com material em português (e outras línguas) e material em inglês (e outras línguas). Caso você queira mangás hentai em português hoje recomendo você acessar o meu último post, e ir na última seção, onde eu coloco links para uma busca por mangás em português no e-hentai.org. Como o e-hentai.org tem atualizações frequentes, em qualquer um dos meus próximos posts você pode ir nesse mesmo link que terá material novo para você lá.

Mas vamos deixar de enrolação e começar a análise do Fakku.

R
R
Tags