13/01/2016

Primeiras impressões – Ojisan to Marshmallow

0
ojisan

E continuando a série de postagens sobre primeiras impressões dos animes da temporada de inverno 2016 vamos ao próximo anime assistido: Ojisan to Marshmallow!

Esse anime me atraiu pelo nome: ojisan, que é homem de meia idade, tio, e… marshmallow! Agora, qual é a ligação entre os dois? Nesse primeiro episódio, que tem apenas 3 minutos, somos apresentados à Hige, um homem de meia idade, gordo, com um belo bigode, muito diferente de qualquer protagonista de anime. Ele, até onde vemos, ama marshmallows, e uma colega em seu trabalho, Wakabayashi, sabe disso e faz uso do doce para tentar conquistar o coração de Hige.

O gênero é, evidentemente, comédia, e a perseguição da colega de trabalho apaixonada ao senhor Kusaka ocupa todo o episódio, culminando em uma óbvia declaração que o protagonista não entende muito bem. Existe um trocadilho no final que ficaria mais interessante se soubéssemos japonês, mas não dá para esconder pelo menos um risinho. O episódio é mais do que curto e ainda não se sabe quantos vão ser no total, apenas que a média de tempo deles é 5 minutos.

O anime é baseado em um mangá de mesmo nome criado por Rekomaru Otoi e serializado online da comunidade Pixiv, onde já recebeu mais de 20 milhões de visualizações. Posteriormente, o mangá foi adquirido pela Ichijinsha e teve dois volumes publicados desde 2014. A história é um desenrolar do que foi visto no primeiro episódio, com Hige amando marshmallows, e Wakabayashi amando Hige. Parece divertido, não sei o que esperar e gosto disso, haha.

Sobre a qualidade do anime em si, ele é tão curto que não possui abertura nem um fechamento diferenciado, o fechamento acaba acontecendo sim, quando os créditos aparecem enquanto o anime está acabando, com uma música baixa ao fundo, música esta que não descobri o nome ou se será recorrente nos episódios. Há uma pequena abertura no episódio, mas não sei dizer se ela continuará pelos próximos episódios. A animação está regular, nem ruim nem super incrível, a trilha sonora é bem bonita, realmente gostei principalmente da música do início, que você pode ouvir no trailer no final do post. A produtora responsável pelo anime é a Dream Creation.

Se vale a pena assistir ou não? Eu diria que sim, mesmo não sendo nenhuma obra-prima, se trata de um tema muito diferente e um protagonista totalmente fora do comum. Também gostei das “lutinhas” entre Hige e Wakabayashi. Além disso, são menos de 4 minutos.

Uma curiosidade é que o Crunchyroll está nos créditos do anime. Você pode assistí-lo por lá mesmo clicando aqui.

Estas primeiras impressões foram curtas mesmo, devido ao tamanho do episódio. Mas logo logo vem mais por aí, continuem acompanhando. E, se assistiram o episódio, comentem o que acharam!