04/10/2015

Fire Emblem: Awakening

1
fire-emblem

Olá galera! Meu nome é Didi e bem-vindos ao novo Pururin! Eu sou um dos novos colaboradores e trarei pra vocês posts sobre jogos japoneses, em especial sobre a Nintendo! Se quiserem dar alguma sugestão sobre o que quiserem ler, ou deixar qualquer feedback, por favor, deixe comentários! O primeiro post vai ser uma review sobre um dos meus jogos preferido dessa geração, Fire Emblem: Awakening, pro 3DS. Espero que curtam!

Fire Emblem é uma das franquias de jogos mais antigas da Nintendo e, mesmo assim, uma das menos conhecidas. Ou pelo menos era até o lançamento de Fire Emblem: Awakening, o 13º game da saga, para o 3DS em 2012 no Japão e em 2013 no ocidente. O primeiro jogo da franquia foi lançado em 1990 na terra do Sol Nascente, mas por aqui conhecemos a série apenas no seu sétimo jogo, Fire Emblem: Blazing Sword – Ou somente Fire Emblem por aqui – lançado para o Game Boy Advance. Sua popularidade aumentou consideravelmente quando alguns de seus personagens apareceram na série de games Super Smash Bros., na qual os mascotes da Nintendo lutam entre si, e hoje contam com 5 representantes de Fire Emblem, sendo 2 de Awakening.

Personagens de Fire Emblem lutando em Super Smash Bros.

Personagens de Fire Emblem lutando em Super Smash Bros.

Mas vamos falar sobre o jogo! Fire Emblem é um SRPG, ou seja, é um jogo de RPG tático onde cada personagem do seu exército ocupa um espaço em um mapa estilo tabuleiro, e a cada turno, aliados e inimigos revezam entre si para se movimentarem e atacar. O resultado da batalha depende dos vários atributos de cada personagem, como força, magia, velocidade, defesa ou arma equipada, e conforme os personagens vencem batalhas, eles sobem de nível, aumentando seus atributos. Cada classe, por exemplo mago, cavaleiro, arqueiro, espadachim, possui fraquezas e vantagens, e especializam em diferentes atributos, porém o mesmo personagem nunca será igual em dois jogos diferentes. Dessa forma, o jogo se torna extremamente tático, mas ainda com uma pitada de aleatoriedade. Cada movimento deve ser cautelosamente pensado, pois se um personagem cair em batalha, ele morre e não retorna no próximo capítulo. Fire Emblem foi uma das primeiras franquias a implementar o chamado “permadeath”, e desde então, se tornou uma das marcas registradas da série.

É importante analisar cada movimento!É importante analisar cada movimento!

Awakening, entretanto, permite que o jogador escolha o modo casual ao criar um novo save, no qual se um guerreiro cair em batalha, ele retorna no próximo capítulo, tornando o jogo muito mais convidativo para aqueles que se sentiam intimidados pela natureza punidora do modo clássico, ou permitindo que o jogador se sinta mais confortável experimentando novas estratégias ou apenas aproveitando a história e os personagens. O jogo também conta com 3 dificuldades padrões e mais uma desbloqueável ao jogar na mais difícil. Infelizmente, o salto de dificuldade entre os modos é bizarro, sendo o modo normal muito fácil, o modo hard um bom desafio, e o modo lunatic sendo terrivelmente difícil até para veteranos. O lunatic+ é recomendado apenas para masoquistas.

Cada personagem inicia em uma classe, e pode trocar para mais duas se quiser, que são disponíveis dependendo do guerreiro. Cada classe possui habilidades específicas que são aprendidas ao subir de nível, mas que permanecem ao fazer a troca, portanto é interessante que os personagens passem por várias classes, dependendo da estratégia que o mapa requer ou que o jogador queira executar. Para iniciantes, a quantidade de informação pode ser um pouco apavorante, mas o tutorial explica direitinho todos os passo para aprender a jogar, e se houver alguma dúvida sobre algum atributo na tela inferior, simplesmente tocá-lo vai mostrar uma explicação sobre o que ele faz.

Entre as batalhas, o mapa-mundi fica disponível para que o jogador faça compras e reponha o seu estoque, engaje em batalhas aleatórias para treinar, ou acesse os conteúdos extras disponíveis para download. Entretanto, devido à possibilidade de treinar infinitamente, é fácil se entusiasmar e treinar demais, trivializando o jogo, portanto tome cuidado! Inclusive, se o jogador possuir uma certa familiaridade com as mecânicas, existem diversas estratégias absurdamente poderosas, e algumas das opções que são exclusivas para o jogador e não para o inimigo, como a habilidade de parear duas unidades para ataques em conjunto, são obviamente desbalanceadas.

Explore o mundo

Explore o mundo

O post tá ficando grande galera, então vejam o segundo post com a minha visão sobre os gráficos, música e os personagens do game! Deixo vocês com o trailer do jogo. Até mais!