18/10/2015

Blind (블라인드)

0
blind

Olá meus queridos! Como estão?

Se vocês, como eu, estão cansados daquela fórmula clichê com que se desenvolvem ultimamente os filmes de suspense e terror americanos, talvez seja o momento ideal para apostar em filmes de outras nacionalidades.

Entre meus preferidos estão filmes franceses, espanhóis e coreanos. Gosto muito de filmes japoneses também, mas eu acho a produção e a atuação dos filmes coreanos normalmente superiores. É claro que é uma questão de gosto, e provavelmente eu virei indicar um ou outro filme japonês eventualmente aqui, mas para a minha primeira recomendação de filme resolvi trazer um dos melhores filmes coreanos que vi recentemente.

Blind (블라인드) é um suspense lançado em 2011 que conta a história de Min Soo Ah, uma ex-cadete da polícia que foi afastada depois de sofrer um acidente que matou seu irmão de criação e a deixou cega. O filme inicia nos mostrando o cotidiano de Soo Ah como uma pessoa que não pode enxergar: como ela faz sua própria comida, se veste e sai com sua cão-guia, Seul Ki. Soo Ah é uma órfã que cresceu em um orfanato e, agora, vive sozinha, mesmo depois de ter ficado cega. Em uma de suas idas ao orfanato, ela espera um táxi para voltar para casa e, a partir disso, ela se vê envolvida como testemunha em um estranho caso de atropelamento seguido de sequestro de uma estudante. O caso se torna ainda mais estranho quando o jovem Kwon Ki Sub aparece afirmando que testemunhou o atropelamento e que não se tratava de um táxi. O caso é, então, ligado à outros casos semelhantes, nos mostrando a existência de um serial killer à solta.

YQaMvv6

A história fica cada vez mais empolgante a partir daí, e ficamos muito apreensivos quando o sequestrador, e assassino serial killer, passa a ir atrás de Soo Ah, com a intenção de não deixá-la escapar, coisa que ela fez por instinto da primeira vez. Por se tratar de uma ex-policial, por mais que Soo Ah esteja cega no momento, vemos uma mulher que sabe se defender e segue seus instintos de forma a conseguir superar diversos obstáculos. O problema é que o assassino sabe que ela é cega, e sabe como se aproveitar disto. E aí ficamos cada vez mais tensos temendo pela vida dela.

Devo dizer que o filme é muito bem feito na maior parte do tempo e a atriz que interpretou Soo Ah, Kim Ha Neul, o fez muito bem. O suspense é bem alto, existem cenas em que se fica realmente muito apreensivo, principalmente porque o assassino é um homem que tem certeza que não falhará, então ele passa a seguir Soo Ah de muito perto. Devo avisar de que o filme não é muito aconselhável se você não aguenta ver cenas muito fortes, há uma em particular que me deixou um tanto aflita, que mostra o assassino abusando de uma de suas vítimas. O lugar e o que ele faz com elas são tenebrosos, algo não tão fácil de se ver na maioria dos filmes do gênero. Fiquei realmente surpresa com o nível de crueldade, não esperava tanto.

Também existe o fato de você se apegar à personagens e eles não terem um final feliz, mas não entrarei em detalhes. Espero ter conseguido passar uma boa impressão sobre o filme e que você possa aproveitar que hoje é domingo para fazer uma pipoca, deitar confortavelmente, e dar uma chance para um filme coreano que vale a pena se ver. Deixo o trailer dele abaixo. Até a próxima! ^_^