14/10/2015

[18+] O porquê de um guia no mundo do hentai

0
Recorte de página do mangá Honey Blonde.

Antes de começarmos eu aviso que este é um post 18+. Se você for menor de idade leia por sua conta e risco. Se você se considerar impressionável/sensível, bem, eu vou aludir a algumas coisas que podem lhe ofender/chocar. Faça um favor a nós dois e só leia se você tiver tomado responsabilidade pelo seu ato, plenamente consciente do que eu acabei de avisar.

Eu sei o que você está pensando, que eu estou só enrolando ao invés de lhe indicar onde tem boa pornografia. Eu sei que você provavelmente vai pular para o fim do artigo quando ler isso, mas eu dou minha primeira recomendação na última seção desse artigo. Ainda está aqui? Já voltou? Ótimo, eu vou fingir que acredito que você só seguiu lendo.

Eu terminei meu último post com uma imagem lhe incentivando a dar uma chance ao hentai. Pode parecer que eu estou tentando lhe confundir, mas nesse post eu irei dizer porque o quadro é um pouco mais feio do que eu pintei no último post. Enumerarei as principais frustações e problemas que você possívelmente encontrará quando estiver buscando um hentai que lhe interesse.

Toneladas de lixo

No post anterior eu disse que estou há cerca de dez anos regularmente procurando hentais que me interessem. Se o material não é novo, é quase impossível eu não olhar para uma página de resultados (normalmente com uns 20 resultados) e não reconhecer alguns deles, ou o traço de um autor conhecido em uma nova obra, ou personagens de um mangá/animê que você nunca viu mas já viu outros hentais sobre. Além disso, você começa a pegar alguns sinais sutis (ou nem tão sutis) das capas, e já exclui muita coisa só olhando para capa. O velho ditado “Não se julga um livro pela capa” é verdadeiro, você pode excluir algo da primeira vez e quando resolve dar uma chance na segunda vez é justamente o que você queria, mas isso é exceção, vale muito a pena julgar pela capa.

Atualmente eu costumo passar os olhos por umas 200 capas (10 páginas de resultados). Abrir uma ou duas abas novas por cada uma dessas páginas (acabando com uns 20 a 40 resultados). Olhar as tags já me corta metade ou mais disso (aqueles malditos mangás com uma capa de uma garota sorrindo mas tem a tag estupro). Após ler as primeiras páginas e excluir sobram uns 5 a 8. Depois de eu ler todo o mangá eu quem sabe guarde o link de um ou três deles.

Uma boa capacidade de leitura dinâmica e a disposição para receber spoilers abrindo páginas aleatórias do hentai para analisar também ajudam.

Você pode pensar: “Mas esses sites não tem um sistema de nota/estrelas para separar o joio do trigo?”. Bem, os sites em inglês que eu acesso, sim. Os em português? raramente. Além disso, você rapidamente descobre que outras pessoas aleatórias no mundo não compartilham dos seu gostos/fetiches, dos seus critérios de avaliação, dos seu valores éticos/morais, ou até mesmo da capacidade de distinguir o que você acha que deveria ser considerado pornografia do que você acha que deveria ser considerado um atentado à sua já hesitante fé na humanidade.

Isso nos leva ao segundo tópico.

O que foi visto não pode ser desvisto

Algo que ajuda a dar uma noção de como existem coisas assustadoras no mundo do hentai é o fato de que um dos maiores sites de hentai que conheço tem a seguinte tela de aviso:

warning_offensive_for_everyone

Traduzindo “Essa galeria foi marcada como Ofensiva Para Todo Mundo. Devido ao seu conteúdo, ela não deveria ser vista por ninguém. (E se você escolher ignorar esse aviso, você perde todos direitos de reclamar sobre isso no futuro.)”.

É preciso notar que esse é um site 18+, esse não é um aviso de que se você for menor de idade você não deveria estar ali. É um aviso para pessoas adultas. Um aviso para pessoas adultas dizendo que não importa o quão velho, ou acostumado a coisas terríveis e/ou repugnantes, ou psicopata, você seja, essa galeria não é para você. É um aviso em uma galeria online que diz que uma galeria não deveria ser vista por ninguém (é um site dizendo que você não deveria estar fazendo uso da sua principal utilidade). O que é tão terrível para justificar a existência desse aviso?

Bem, na maioria das vezes é gente comendo ou brincando com fezes durante o ato sexual. Se você não tem interesse no que acabei de lhe falar se lembre de verificar hentais pela tag “scat” (de escatológico, ou seja, que trata de excrementos). Outras possibilidades são: gore, a morte ou mutilação de alguma das personagens, normalmente de forma cruel durante, antes, ou após o ato sexual (digo personagem no feminino, porque a palavra personagem é feminina, não porque mulheres são a maioria nesse caso, o que é fato); tortura pura e simples; o próprio vore que eu citei no post anterior; ou coisas como um pai que quando bebâdo tem relações sexuais com a filha menor enquanto queima ela com cigarros ou ferros de passar roupa, e ela goza com isso porque ela já não sente prazer de outra forma.

Se isso não foi o suficiente, outro pormenor que é interessante lembrar é que histórias que apresentam “somente” estupro, o controle da mente da personagem (especialmente quando ela está consciente do que está sendo obrigada a fazer), ou a destruição da vida da personagem enquanto ela é arrastada para longe de todos que ela ama e vai aos poucos perdendo a sua sanidade, essas histórias normalmente não trazem o aviso anterior.

Por fim, mas não menos importante, você sempre pode esbarrar na sua personagem favorita em um hentai com alguma das características anteriores.

Sites pouco confiáveis

Uma vez que você acha um bom site de hentai você sempre volta para ele. Por um bom site de hentai eu digo um com as seguintes características: traz novos mangás semanalmente; não possui uma quantidade exagerada de publicidade (sempre terá alguma publicidade, e sempre bem explícita, para fugir disso só bloqueando); não abre cinco novas janelas quando tu clica em um link ou para passar de página; tem uma taxa muito baixa de falsos negativos em tags (ou seja, não se esqueceram de colocar alguma tag muito relevante para decisão de leitura no mangá, como estupro, por exemplo); NÃO TOCA SONS OU ABRE JANELAS QUE TOCAM ÁUDIO DO NADA; não tem aqueles redirecionamentos que você tem de ver uma propaganda por 5 ou mais segundos antes de ir para primeira página do hentai (e que às vezes bugam, deixando você sem acesso aquele hentai que, pela capa, tu podia jurar que era tudo que você sempre quis); não tenta te empurrar vírus; etc.

Eu digo que você sempre volta para aquele site bom que você achou porque os sites ruims de hentai tem a espetacular capacidade de aparecer nos primeiros resultados do google, tornando cansativa a busca por bons sites de hentai. Em nível de pós-graduação, eu estudei um pouco como o PageRank (o cerne do algoritmo de pesquisa da google) funciona e, portanto, me surpreende como até hoje esses sites conseguem manter essa posição apesar dos avanços do PageRank e da engenhosidade da ideia central do algoritmo. Eu devo ter parado para procurar sites de hentai bons menos de dez vezes esses 10 anos, e portanto repito, você encontra um site bom e procura conteúdo nele, você não procura por hentai no google (ou qualquer outro motor de busca que você use).

Algumas dicas úteis se você pretende tentar buscar um bom site de hentai são: use um bloqueador de popups (no firefox, por exemplo, Adblock Plus é uma boa ideia); a menos que você esteja sozinho em casa, ESTEJA COM O SOM DO COMPUTADOR DESLIGADO; obviamente, a menos que você esteja clicando em imagens e clicando em “Salvar como”, NÃO BAIXE NADA DE UM SITE DE HENTAI, E SE FIZER NUNCA CLIQUE EM UM .EXE VINDO DE UM SITE DE HENTAI, sério, não seja essa pessoa; se você sabe inglês, nem se preocupe por procurar sites em português; nunca clique em ads; alguns sites abrem novas janelas ou trazem propaganda quando você clica em uma página para passar para próxima página, mas por algum motivo, não fazem isso quando você passa para próxima página usando a seta para direita, sempre teste a seta para direita; por fim, nunca confie na sua habilidade de alternar de janela ou workspace instantaneamente antes de alguém abrir a porta.

Primeira recomendação de um mangá hentai

Você só leu a primeira linhas do post e veio para cá, não? (suspiro) Bem, então vamos lá.

Um hentai que eu acho muito bom, e que não tem tanta coisa bizarra ou sombria quanto outros, é Honey Blonde (provavelmente poderia se traduzido como “Querida Loira”). O mangá tem cerca de 200 páginas, e trata da vida de dois dois jovens colegiais no japão (um garoto japonês e uma garota criada no japão, mas filha de estrangeiros e loira, daí o nome).

Vamos as tags (a descrição de algumas delas é a tradução literal do que é dito no pururin.com).

Relacionamento entre as personagens

Happy Sex: Sexo feliz, basicamente o oposto de estupro, chantagem, tortura (não confundir com BDSM), etc. Sempre uma boa tag. Costuma indicar um bom relacionamento entre as personagens e a existência de consenso.
Childhood Friend: Dois ou mais personagens são amigos de infância. É um clichê, mas quer dizer que há algum vínculo emocional anterior entre as personagens.
MILF: (Mom I’do Like to Fuck, traduzindo: uma mãe com a qual que eu gostaria de transar) Uma mulher de 30~50 anos está presente sexualmente na história, apesar da origem da sigla, não obrigatoriamente essa mulher é mãe de alguém.
Mother: A mãe de algum personagem está presente, podendo ou não se envolver com o seu filho ou filha sexualmente. Provavelmente a MILF referida acima é uma mãe.
Incest: Incesto. Ok, a mãe MILF se envolve com o filho ou filha sexualmente.

Tags de características físicas, roupas e penteados das personagens

School Uniform: O uniforme escolar japonês. Aquele baseado no uniforme naval americano. Com as garotas usando saias e lenços, e os homens camisetas e calças.
Lingerie: Roupa de baixo erótica feminina (pode estar em um homem, não é caso desse mangá mas não é incomum).
Stockings: Alguém está usando meias longas ou meia-calças. Normalmente uma mulher.
Shimapan: Calcinhas que possuem um padrão de listras (cor sim, cor não). Sim, existe gente com um fetiche tão específico.
Bloomers: Aqueles calções de ginástica.
Swimsuit: Alguém fica em roupas de banho em algum momento.
School Swimsuit: Alguém fica em roupas de banho escolares do japão em algum momento. Costumam ser peças únicas azuis com o nome dentro de um retângulo branco na frente.
Bikini: Alguém usa um biquíni.
Twintails: Aquele penteado feminino que envolve duas mechas de cabelo presas, uma de cada lado da cabeça.
Large Breasts: Seios maiores do que cabem na sua mão (não importa o quão grande a sua mão seja).
Huge Breasts: Seios de tamanho absurdo.
Freckles: Sardas.
Piercings: Piercings (mais frequentemente nos mamilos e umbigo que na orelha).

Tags relacionadas aos atos sexuais praticados

Group Sex: Sexo com mais que duas pessoas envolvidas.
Paizuri: A boobjob/titjob, quando algo (frequentemente um pênis) é colocado entre os dois seios de alguém (frequentemente uma mulher).
Footjob: Quando os pés são usados para mais do que mera sustentação durante o sexo.
Blowjob: Pênis encontra boca. No Brasil, o vulgo boquete.
Defloration: Uma garota perde a virgindade durante a história.
Deepthroat: Pênis encontra garganta. O prazer não vem da língua da personagem, mas de bater contra garganta dela. Personagem em hentais são todos desdotados do reflexo de vômito (exceto quando o fetiche é vômito).
Anal: Sexo anal. Sodomia.
Anilingus: Rimjob. Beijo grego. Boca encontra ânus. Sim, não é muito higiênico na maioria dos casos. Há vezes que as pessoas tomam as precauções adequadas entretanto.
Bathroom Sex: Alguma cena de sexo do mangá se desenrola dentro de um banheiro.
Bukkake: Um homem (ou vários homens) ejacula(m) sobre a face de uma mulher (ou outro homem).
Squirting: Ejaculação feminina. Engraçado como ejaculação masculina, não tem tag…
Lactation: Alguém com seios está largando leite…
Breast Sucking: … e provavelmente por isso alguém está chupando os peitos (de outra pessoa ou até de si mesma).
Watersports: Há algo relativo a urina acontecendo em algum momento, pode ser só observar o outro urinando, ou pode ser mais do que isso.
Exhibitionism: Alguém se excita sexualmente com a possibilidade de ser vista em público nua ou em pleno ato sexual. Ou, simplesmente, alguma cena de sexo acontece em um local público.
Ahegao: Segue uma tradução do que é explicado no pururin.com, “Uma estranha expressão facial causada por êxtase extremo. Tipicamente inclui olhos virados para cima, boca aberta, e língua para fora”. Uma de minhas tags preferidas.
Sumata: Segue uma tradução do que é explicado no pururin.com, “Sumata é um termo em japonês para uma prática sexual sem penetração popular em prostíbulos japoneses. O prostituto ou prostituta esfrega o pênis do cliente com seus/suas coxas e, caso seja mulher, grandes lábios. O objetivo é estimular a ejaculação sem penetração pênis-vagina.”

Tags relativas a questões gráficas

X-ray: Quando o mangá mostra o que está acontecendo dentro de uma personagem (que normalmente está sendo penetrada).
Uncensored: Censuras que o japão costuma aplicar nos genitais (raios de luz, borrões, pixelamento) foram removidas.

O mangá em si

Por fim, vamos ao mangá em si. Se você não tem fluência em inglês, uma versão em português está disponível aqui: http://g.e-hentai.org/g/844802/7e87a0e2fa/. Se você entende bem inglês, eu prefiro a tradução do inglês (parece bem menos vulgar, mas talvez só porque não seja minha língua nativa), uma versão em inglês está disponível aqui: http://pururin.com/gallery/13940/honey-blonde.html. Os links não foram feitos de propósito. Se você não leu as tags antes não me venha reclamar depois que eu não avisei ou que você clicou por engano.

Por hoje era isso.

R
R
Tags