25/10/2015

[18+] Incesto e Hentai

0
aneto2

Olá meus queridos pervertidos e pervertidas.

Hoje o tema é incesto. Em várias mídias, relacionamentos incestuosos quase nunca se concretizam e sentimentos amorosos por um membro da família pode vir a ser o principal gerador de drama da trama, muitas vezes causando alguma tragédia com as personagens incestuosas. Eu sinceramente não sou um especialista em incesto na mídia mainstream, mas até onde vi as coisas costumam ser assim. Quando se prova que o amor entre dois parentes é verdadeiro, de repente, alguém se descobre adotado ou uma grande confusão é desfeita e não existe mais incesto. Até mesmo “incesto” entre irmãos de pai e mãe diferentes (que se tornaram “irmãos” só porque ambos pais casaram de novo, não tem nenhuma consanguinidade) e entre primos costuma ser mal visto. Mangás e animes me parecem mais simpáticos ao incesto que outras mídias mas ainda assim o que descrevi acima acontece bastante.

Enquanto isso os fãs de hentais estão rindo do resto do mundo.

Eu digo isso porque incesto é um dos fetiches mais leves (senão o mais leve) que você pode encontrar em um hentai, dentre os fetiches considerados tabu (obviamente existem vários fetiches mais leves como cores de cabelo, listras em calcinhas e etc…, que não são tabu). Estamos tratando de um universo onde estupro, chantagem, mutilações, tortura, necrofilia, pedofilia, scat, entre outros temas bem mais pesados são relativamente comuns. Considerar incesto consentido e entusiástico entre pessoas que se amam como algo terrível é algo difícil de se fazer quando você é exposto frequentemente a coisas bem piores.

O tipo de incesto mais comum em hentais é aquele entre irmão e irmã, em especial irmão mais velho (ani-san) e irmã mais nova (imouto-san). Os incestos entre pais e filhos (pai-filha, pai-filho, mãe-filha, mãe-filho) são consideravelmente menos comuns (em especial as versões homoafetivas). As versões irmão-irmão e irmã-irmã também são mais raras. Lembrem que quase tudo em hentai (e pornografia em geral) é orientado pelo ponto de vista do homem heterossexual. Então qualquer tag que não tenha relação com gênero das personagens sempre apresentará uma distribuição de quantidades de relacionamentos: heterosexual > lésbico > gay. Outra coisa comum mas não tão forte: relacionamentos onde o homem é o mais velho > relacionamentos onde a mulher é a mais velha.

Algumas estatísticas não muito sérias. No site e-hentai.org temos as quantidades de mangás por tag:
son (filho): 338
daughter (filha): 0
brother (irmão): 227
sister (irmã): 2,114
father (pai): 71
mother (mãe): 1,311

Estas buscas foram feitas só por títulos em inglês (para evitar repetição do mesmo mangá em diversas línguas) e inclui também westerns. Eu preferia ter feito com o pururin.com mas ele estava fora do ar enquanto eu escrevia este post. Os números da tag filho estão infladas, porque há inúmeras personagens (como “sonic”, por exemplo) que tem “son” no nome e são retornadas pela busca. Eu tentei filtrar alguma coisa, mas não dei conta de tudo. Os números de “filha” são explicados por falta de interesse em usar a tag, pois a maioria desses “pai” são com pai-filha. Irmã e irmão são extremamente desparelhos apesar de um implicar o outro (em relacionamentos heterossexuais, que são a maioria). Isso ocorre porque a tag irmão é usada quase só em relacionamentos irmão-irmão (gay), e não porque existe muito irmã-irmã. A maioria desses hentais com a tag irmã é irmão-irmã. Como disse, a visão masculina héterosexual molda esses números.

Um fator que faz incestos pais-filhos mais incomum provavelmente é que além de ser um tabu mais pesado por si só (muitas vezes envolve quebra de confiança), ele implica pedofilia.

Eu gosto de incesto, em especial irmão-irmã e irmã-irmã, embora muitas vezes me pareça que o autor não tem imaginação para criar uma história em que as personagens tenha uma química sem que tenham se conhecido desde sempre (o mesmo problema com “amigos de infância”). Ou simplesmente a personagem masculina é tão frouxa que é impossível criar um cenário crível em que ela tivesse coragem de pedir alguém em namoro.

A minha recomendação quanto a incesto é o clássico “Irmãs, Óculos & Esperma”. Uma versão em português dele está disponível em http://g.e-hentai.org/g/805853/4cfd42372e/, mas não é completa. A versão completa em inglês está disponível em: http://g.e-hentai.org/g/62495/c3c13bffc7/. Outro mangá incestuoso heterossexual curto que está disponível só em inglês e espanhol é o “ne~ niichan” (em inglês: http://g.e-hentai.org/g/855574/56bd4cc28b/, em espanhol: http://g.e-hentai.org/g/855730/20eaf3b8a7/). Outro mangá irmã-irmão bom (este disponível em português e inglês) é “Luxúria entre irmãos” (em português: http://g.e-hentai.org/g/244967/0582927cff/, em inglês: http://g.e-hentai.org/g/244967/0582927cff/).

Caso você entenda inglês bem, e esteja interessado em incesto, mas não especificamente hentais de incesto (você quer histórias incestuosas sem conteúdo erótico implicito) eu recomendo assistir esse review dos 10 melhores animês de incesto: https://www.youtube.com/watch?v=3iY5gWdS7So.

Um animê que tem legenda para português, é bem curto, sobre incesto e eu gostei é Candy Boy (primeiro episódio disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=E3jP28PVwo4). Apesar do nome, é uma história de incesto irmã-irmã (lésbica).

Eu queria ter recomendado também o hentai da imagem abaixo, mas eu não encontrei ele (já vi no passado mas não me lembro nome). Se alguém souber pode postar nos comentários.

Incesto: não é só sexy, é bizarramente sexy.

Por hoje era isso. Eu não fiquei muito satisfeito com esse post, ele me fez perceber que eu ainda tenho muito a pesquisar sobre incesto para escrever um bom texto sobre isso. Gostaria de acreditar, entretanto, que vocês tenham gostado ou achado esse post útil.

R
R
Tags